Óculos para observadores

Seus olhares se cruzaram como dois carros batendo a 140 km/h. O impacto em seu estômago foi pelo menos dez vezes maior do que isso. Não teve tempo de se perguntar o que estava acontecendo, pois ela estava vindo ao seu encontro. Seu coração começou a galopar dentro de seus peito ao descobrir o óculos para rosto redondo ideal para seu perfil. A cada passo dado pela inebriante visão da perfeição que era seu rosto rosado e macio como uma pétala de rosa, ele só pensava em estar a milhões de distancia. Não tinha pra onde correr aquela visão o atormentaria pelo resto de sua vida.

oculos para observadores

Ela estava apenas alguns metros quando suas pernas começaram a tremer, era quase como se aquilo fosse um instinto, um alerta avisando-o de um perigo iminente, mas ele já estava perdido, era um presa abatida. A musa chegou a uma curta distancia de um metro. Ele não consegui desviar o olhar, parecia estar hipnotizado por seus olhos castanhos predatórios. Sem jeito, ele tomou um passo à frente e encurtou a distancia para a de um suspiro. Ela aceitou o cortejo e pareceu engajar naquele ritual apavorante e, no entanto excitante. Seu rosto se aproximou do dela como um pobre e indefeso filhote encarando a sua perdição.

Vídeo – Óculos de John Lennon

Ela, por outro lado abocanhou sua presa sem pestanejar, como uma verdadeira caçadora  faz com sua presa. Os óculos deles se entrelaçaram em um baque seco, mas nenhum dos dois se importou. O beijo era pegajoso e no entanto agradável. As mão entraram em ação, desenhando os contornos um do outro analisando aquele espécime desconhecido em busca de resposta para perguntas que ainda só habitavam o nicho de suas mentes. Então veio a separação. As línguas se desamarram para fazer a avaliação da refeição. Em seus olhares era possível ver a troca de informações silenciosas, quase como um modo de comunicação único entre eles, um idioma único, em que as palavras eram expressadas pelas línguas, porém não em formato de palavras e sim de movimentos.

Ambos se mexeram ao mesmo tempo, dando fim aquela performance incrível e seguindo cada um o seu caminho. Ao longo da noite é esperado que eles repitam esse ritual extraordinário diversas vezes com parceiros completamente diferentes. E tudo começa pelo mesmo artifício, quase encantado, uma troca de olhares severa e intuitiva, que passa exatamente tudo o que precisa ser dito, sem uma palavra ecoar pela sala completamente cheia de espécimes. Bem-vindo à selva, humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *