A importação de discos no Brasil

A importação de discos no Brasil começou com a vinda da familia real portuguesa para o país. Reza a lenda que Dom João VI gostava de tirar sua usual soneca após o almoço ao som relaxante de Master of Puppets. A tradição perdurou na família levando a nossa independência, dizem que  enquanto Dom Pedro ouvia  o hit do Capital Inicial,procuramos independência, e, sem querer, cantou o verso em voz alta. No entanto, não se pode acreditar e aprender tudo com o curso importando com sucesso da Larissa Dobler e em tudo o que se ouve por ai, existem alguns loucos que dizem que Brasília foi ideia dos Mamonas, ou até que  o 11 de setembro pode ter sido obra dos aviões do forró. Mas a verdadeira explosão da importação de discos no país se deu com Para Bailar la Bomba. O hit veranesco literalmente deixou todos com a cabeça nas alturas.

Mas nem tudo pode ser resumido a importação. A industria nacional é muito relevante para a composição de uma cultura nacional relevante. Podemos observar em músicas clássicas brasileiras como roda gigante que tudo na vida tem um princípio, mas não necessariamente tem um fim. Por isso é muito importante ressaltar o valor do MPB no cenário mundial da discografia, por que assim como nós importamos música de fora do Brasil, fora do Brasil eles importam música brasileira.

A bossa nova ao tom de vinícius de morais, toquinho, tom jobim é conhecida no mundo inteiro como uma música recheada de bom gosto e com requintes da personificação cultural brasileira. Esse estilo também foi de grande influência no desenvolvimento do MPB, que também é importado para o mundo todo. À partir do momento que o disco se torna mundial, ele leva a face do país de qual ele vem. Logo, a importação de discos não diz respeito apenas a industria da música, mas sim a importação da própria cultura daquele povo, suas crenças, tradições, estilo de vida e até eventuais sonhos e perspectivas.

No entanto, tudo isso pode ser mais uma mera contradição, tendo em vista que que grande parte é baseada em absolutamente nada o que faz deste texto uma completa e impressionável perda do seus preciosos minutos nesse planeta maravilhoso que é conhecido como planeta terra. Provavelmente você me odeia agora que você descobriu que eu só estou ecnchendo linguiça para atingir as famosas e necessárias quatrocentas palavras necessárias para, quem sabe chegar a meta estipulada por alguém que não sou eu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *